20150309BoschBraga-arquivoVale sempre a pena resistir, realçou o SITE Norte, ao revelar que um trabalhador da Bosch Car Multimedia retomou hoje o trabalho na empresa, por decisão do Tribunal de Trabalho da Comarca de Braga e do Tribunal da Relação do Porto.
9.3.2015


O trabalhador não aceitou a injustiça de ser a vida inteira trabalhador precário, intermitentemente despedido e contratado. Com o apoio do seu sindicato, o SITE Norte, levou o seu caso à Justiça.
Os tribunais condenaram a Bosch a reintegrar o trabalhador, como efectivo, e também a pagar-lhe todos as prestações, salários e subsídios relativamente aos cerca de dois anos que decorreram desde que entrou em tribunal a contestação do despedimento até ao dia em que reiniciou de novo o trabalho na empresa.