20170120ManutencaoSines arquivoOs trabalhadores da Fundição do Rossio de Abrantes (Frasam) fazem greve hoje, e têm mais quatro dias já marcados. Na quarta-feira, os trabalhadores da manutenção da refinaria de Sines da Petrogal fazem greve e deslocam-se a Lisboa.
20.1.2017

Na centenária empresa do Rossio ao Sul do Tejo (Abrantes), as greves de 24 horas, hoje e nos dias 23, 27 e 30 de Janeiro e 3 de Fevereiro, visam exigir o pagamento dos subsídios em atraso, dado que até ao momento a Frasam não assumiu nenhum compromisso quanto ao pagamento - informou o SITE CSRA.
Na segunda-feira, 23, durante o período de greve, os trabalhadores vão concentrar-se junto à portaria da empresa, para darem expressão pública às razões da sua luta.

Os trabalhadores das empresas do consórcio que assegura a manutenção da refinaria da Petrogal em Sines (EFATM/ATM, AC Services E CMN) persistem na luta pelo aumento dos salários e contra a precariedade.
Sem qualquer resposta patronal às suas justas reivindicações, decidiram marcar para dia 25, quarta-feira, quatro horas de plenário e quatro horas de greve, e vão realizar uma concentração na sede da EFATM/ATM, a empresa que lidera o consórcio, em Lisboa - informou o SITE Sul.
Os trabalhadores começam por se reunir no jardim da Praça Dom Luís, a partir da 11 horas, seguindo para a Rua Dom Luís I, nº 19.
Além de aumento salarial igual para todos os trabalhadores e do fim da precariedade laboral no consórcio, os trabalhadores exigem o pagamento de todo o trabalho suplementar realizado, com valor igual para todos.

Ver também:
- Nota do SITE CSRA
- Nota do SITE Sul