20170213SeiaNa greve de ontem, por aumentos salariais, participou a quase totalidade dos trabalhadores do contact center de Seia da EDP. De manhã, durante a paralisação, quase duas centenas de trabalhadores concentraram-se junto ao portão das instalações, trazendo para a rua os motivos da luta de todos.
14.2.2017

 

Muitos dos trabalhadores seguravam bandeiras do SITE Centro-Norte e cartazes, com exigências como melhores salários, melhores condições e melhor ambiente de trabalho e a denúncia «EDP milhões, trabalhadores tostões», que também foram ouvidas em palavras de ordem, tal como a garantia de que «a luta continua, na empresa e na rua».

Com os trabalhadores em greve esteve o coordenador da Fiequimetal. Rogério Silva, membro da Comissão Executiva da CGTP-IN, numa breve saudação, realçou a importância da luta no contact center de Seia e responsabilizou a administração da EDP pelo conflito, por trazer para o seu universo empresas que são campeãs dos vínculos precários e dos baixos salários, neste caso a ManPower, uma multinacional do trabalho temporário.
Realçou o facto de que os trabalhadores do call center de Lisboa, prosseguindo uma luta dura e prolongada, têm greve marcada para o próximo dia 28, terça-feira de Carnaval, também para exigirem respostas ao caderno reivindicativo.

Rogério Silva salientou que os objectivos destas duas greves são exactamente aqueles que motivaram a direcção da Fiequimetal a convocar uma quinzena de acção e luta, que terá início no dia 23 e termina a 10 de Março, com várias acções já marcadas e outras em preparação, nos diferentes sectores que os sindicatos filiados abrangem.

Ao trabalhadores falou também António Coelho, o dirigente do SITE C-N que acompanha a organização sindical no call center, que fez o ponto da situação do processo reivindicativo.

O coordenador da União dos Sindicatos da Guarda, José Branquinho, deixou uma mensagem de apoio à luta, em nome do movimento sindical do distrito.

 

Ver também:
- Notícia na Centro TV
- Sobre os motivos da greve (notícia de 11.2.2017)


Algumas fotos durante a concentração