20170321Galp-arquivoPassadas três reuniões, a administração da Petrogal (Grupo Galp Energia) continua sem responder às propostas para actualização de salários e rejeitou todas as propostas relativas ao clausulado, na negociação para normalização da contratação colectiva. Vão ser convocados plenários, informou a Fiequimetal.
21.3.2017


Realizaram-se três reuniões com a empresa, desde que foram apresentadas as propostas aprovadas pelos trabalhadores nos plenários realizados em Dezembro, sobre os salários e matéria de clausulado.
Num comunicado em distribuição desde ontem, a federação refere que, na reunião efectuada na semana passada, a administração continuou sem responder às propostas para actualização dos salários, subsídio de refeição e subsídio de infantário/creche/ama.
Quanto ao clausulado, a administração tomou a posição de rejeitar todas as propostas dos trabalhadores, mantendo o objectivo de agravar as condições de trabalho e eliminar direitos fundamentais, incluindo direitos sociais do âmbito dos regimes de reformas e de saúde.
Apesar dos esforços feitos pela Comissão Sindical Negociadora para uma aproximação das propostas (incluindo a indicação informal de outras alternativas, condicionadas à aprovação dos trabalhadores), a administração manteve as suas posições.

Fundo de Pensões
A administração volta a insistir com alterações ao Contrato Constitutivo do Fundo de Pensões. Neste caso, pretende que as alterações contidas no acordo que fez com outros se estendam aos trabalhadores que a ele não aderiram. Tais alterações reduzem drasticamente o valor dos complementos da pensão de reforma.    
Sobre estas alterações, a Autoridade de Supervisão Financeira vem agora pedir aos trabalhadores para se pronunciarem.   
A Fiequimetal considera que a ASF não pode tomar outra posição que não seja recusar também esta pretensão da administração, uma vez que as razões que fundamentaram a rejeição desta entidade, em 2016, são exactamente as mesmas razões que obrigam a tomar igual posição de rejeição.       

Para analisar a situação, a Comissão Sindical Negociadora vai reunir na próxima semana, seguindo-se a realização de plenários de trabalhadores, a convocar oportunamente.

Ver também:
- Comunicado aos trabalhadores da Petrogal (Grupo Galp Energia)