20170603RioFrio-na-manifOs trabalhadores da Herdade de Rio Frio estão novamente em luta e vão manifestar-se no dia 8, quinta-feira, em Lisboa e em Setúbal. Nessa tarde a assembleia de credores vai reunir-se para votar um plano de insolvência, que preconiza o despedimento dos 44 trabalhadores, com consequências graves que têm de ser evitadas.
6.6.2017


Como se refere na nota de imprensa divulgada hoje pelo SITE Sul, a luta desenvolve-se, desta vez não pelo pagamento de salários em atraso, mas contra o plano de insolvência que irá ser votado no próximo dia 8, quinta-feira, pelas 14 horas, no Tribunal do Comércio de Setúbal.

O plano de Insolvência que vai ser levado a votação contém, entre outras medidas, o despedimento da totalidade dos 44 trabalhadores, o que põe também em causa as suas habitações, pois uma grande maioria destes trabalhadores habita em casas da Herdade.

Esta herdade de referência, no concelho de Palmela, há cerca de ano e meio atravessa grandes dificuldades financeiras.  O Banco Millennium BCP e a Parvalorem são os seus maiores credores, pelo que foi decidido realizar no dia 8 uma primeira concentração, pelas 10 horas, junto à dependência do Millenium BCP na Rua Augusta, em Lisboa.

Ver também:
- Nota de imprensa do SITE Sul
- Rio Frio pagou Outubro e a luta continua (4.12.2016)
- Plenário em Rio Frio decide ir ao BCP (19.11.2016)
- Pela viabilização da Rio Frio e pelos salários em dívida (2.6.2016)