20170623TrabalhoPorTurnos arquivoA urgente necessidade de rever a regulação do trabalho por turnos, para não perpetuar situações de clamorosa injustiça, vai estar no centro da discussão, durante o encontro que a Fiequimetal vai realizar no dia 12 de Julho, na Casa Sindical do Porto.
Daqui sairá uma Carta Reivindicativa, para a intervenção nas empresas e para defender junto dos grupos parlamentares e do Governo.
23.6.2017

 


No encontro vão participar mais de cem dirigentes e delegados sindicais e outros trabalhadores de empresas onde vigora o regime de trabalho por turnos.

Revisão urgente

Para a Fiequimetal, a revisão da regulação do trabalho por turnos e do trabalho nocturno é um imperativo que a todos os agentes sociais implica, em particular, as entidades patronais e o Estado.

Na Carta Reivindicativa sobre o trabalho por turnos e o trabalho nocturno, bem como no folheto de divulgação das reivindicações, que a Fiequimetal e os sindicatos vão distribuir nas empresas desde já, é feita uma fundamentação da exigência de revisão das normas e do sentido que as alterações deverão reflectir.

São expostas razões ligadas à saúde e bem-estar dos trabalhadores, motivos familiares e sociais e justificações económicas.

As conclusões de um grande número de estudos científicos relacionam o trabalho por turnos e o trabalho nocturno com problemas de saúde graves, originados por distúrbios neurofisiológicos do ritmo circadiano.

As consequências de natureza social são também muito importantes.

O trabalho em regime de turnos (rotativos ou fixos) e o trabalho nocturno ampliam exponencialmente os problemas individuais que originam, pois alargam-nos aos membros dos agregados familiar e à vida social dos trabalhadores em causa. O mesmo sucede, em geral, com a desregulação dos horários de trabalho.

Por outro lado, os chamados «custos próprios» (aqueles que são considerados por uma empresa quando decide recorrer ao trabalho por turnos) não podem esgotar os cálculos. Há outros custos que não representam encargos patronais, porque são suportados pela comunidade, o que acaba por propiciar às empresas lucros indevidos.

20170623TrabalhoPorTurnos logo150

 

Ver também:
- Carta Reivindicativa (para discussão no encontro)
- Folheto (síntese da Carta Reivindicativa)