20170731AdTA-arquivo-caneiro-alcantaraOs trabalhadores da Águas do Tejo Atlântico (AdTA, do grupo Águas de Portugal) decidiram convocar uma greve de 24 horas para dia 14 de Agosto, caso a administração persista em não responder favoravelmente às reivindicações apresentadas, que se prendem com uniformização de condições de trabalho, informou o SITE CSRA.
31.7.2017



A decisão consta da resolução aprovada por unanimidade num plenário, dia 27, quinta-feira, que é reproduzida num comunicado da Comissão Intersindical na empresa, formada pelo sindicato da Fiequimetal e pelo STAL. Exige-se que a resolução dos problemas deixe de ser empurrada para a frente e que os trabalhadores sejam tratados com dignidade.

Como questões que justificam a decisão de convocar a luta, refere-se a uniformização dos valores dos subsídios de transporte, de refeição e de prevenção, bem como a atribuição do subsídio de turno aos trabalhadores abrangidos.

O SITE CSRA já formalizou a entrega do pré-aviso de greve.

Sobre a AdTA
A Águas do Tejo Atlântico foi criada pelo Decreto-Lei 34/2017, de 24 de março, por cisão, resultante da reversão das agregações impostas pelo governo PSD/CDS em 2015. É responsável pela gestão e exploração do sistema multimunicipal de saneamento de águas residuais da Grande Lisboa e Oeste (Alcobaça, Alenquer, Amadora, Arruda dos Vinhos, Azambuja, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Cascais, Lisboa, Loures, Lourinhã, Mafra, Nazaré, Óbidos, Odivelas, Oeiras, Peniche, Rio Maior, Sintra, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras e Vila Franca de Xira).

Ver também:
- Comunicado do sindicato
- Pré-aviso de greve