20170803EDP-arquivoNuma reunião plenária negocial, a Administração da EDP deu respostas sobre as questões levantadas pela Fiequimetal, relativamente ao incumprimento de matérias do Acordo Colectivo de Trabalho. A empresa comprometeu-se a discutir, desde já, essas matérias, de forma a culminar em soluções concretas para cada problema, esperando a federação que assim se resolva de facto e definitivamente estes assuntos.
25.8.2017


A reunião plenária negocial da EDP, com a presença de Miguel Setas, administrador, e de representantes de todas as comissões negociadoras sindicais, teve lugar no dia 21 e sobre ela foi divulgada pela Fiequimetal uma informação aos trabalhadores.

A Comissão Negociadora da EDP respondeu às várias questões colocadas na carta enviada ao CA do Grupo EDP, em Julho, pela Fiequimetal, face à falta de diálogo e de capacidade de decisão concreta que a administração da EDP vem manifestando em relação ao cumprimento do ACT e perante a constante ausência de respostas que solucionem os problemas dos trabalhadores.

Foram abordadas as matérias do ACT relativas a colónias de férias, subsídio de estudo a descendentes, saúde e concessão de energia eléctrica – as quais a empresa se comprometeu a discutir, desde já, de forma a culminar em soluções concretas para cada problema.

A Fiequimetal colocou ainda aspectos relativos a:  admissões de trabalhadores para o quadro efectivo; avaliação de desempenho; e evolução de BR (base remuneratória) em casos de evolução de Grau profissional.

Ver também:
- Informação da Fiequimetal aos trabalhadores
- Na EDP chegou o momento de dizer «basta» (4.8.2017)