20170914Autoeuropa-arquivoNa reunião de hoje com representantes do SITE Sul, a administração da Autoeuropa deu conta de investimentos previstos nas áreas das carroçarias e da pintura, o que representa mais um facto a confirmar que não tem qualquer fundamento agitar a ameaça catastrofista de deslocalização da produção.
14.9.2017

 

A decisão de fabricar o novo modelo na Autoeuropa remonta a 2015 e deveria ter suscitado na administração a necessidade de projectar novos investimentos, designadamente na ampliação das instalações. Na reunião, o sindicato propôs à administração que seja equacionada agora uma resposta a esta necessidade.

No comunicado que foi esta tarde distribuído aos trabalhadores da fábrica de Palmela e divulgado à comunicação social, o SITE Sul recorda as declarações do presidente executivo da Volkswagen, proferidas ontem (dia 13), num encontro com jornalistas portugueses no Salão Automóvel de Frankfurt. Como foi noticiado, o CEO da VW, Herbert Diess, afirmou esperar que o conflito laboral esteja resolvido até Outubro e afastou a hipótese de transferir para outro local a produção do T-Roc.

Estas informações de responsáveis da multinacional alemã e da filial portuguesa vêm desmentir todos aqueles que utilizaram e, de forma irresponsável, continuam a utilizar o cenário da deslocalização para pressionarem os trabalhadores.

Os representantes do sindicato reafirmaram a posição assumida com os trabalhadores sobre a organização dos horários de trabalho e a exigência de que seja retirada a proposta da empresa e encontrada uma alternativa. A intenção da administração foi clara e fundamentadamente rejeitada, tanto nos plenários promovidos pela Comissão de Trabalhadores, como na votação de 28 de Julho, nos plenários de 28 de Agosto e na greve de 30 de Agosto.

Próxima reunião
A administração assumiu com o sindicato da Fiequimetal/CGTP-IN o compromisso de realizar uma nova reunião, ainda antes das eleições para a Comissão de Trabalhadores, agendadas para 3 de Outubro.

 

Ver também:
- Comunicado do SITE Sul
- Há condições para o diálogo na Autoeuropa (8.9.2017)