20170428CelCatPela quinta vez, este ano, os trabalhadores da CelCat vão iniciar esta madrugada uma série de greves de quatro horas por turno, para exigirem aumentos salariais e reposição de direitos e para protestarem contra a atitude de afronta, por parte da administração da filial portuguesa da multinacional americana General Cable.
26.9.2017

 

As greves, repartidas por duas horas no início e duas horas no final de cada turno, prolongam-se por três dias, desde as 00h30 de quarta-feira até às 00h30 de sábado, dia 30.

Além de exigirem a negociação de aumentos salariais, os trabalhadores e o SIESI lutam contra a jornada de trabalho de seis dias, com laboração (imposta ao primeiro turno) de sete horas seguidas sem período de descanso (refeição) e pela revisão de cláusulas do Acordo de Empresa referentes a férias, pagamento do trabalho complementar, subsídios de alimentação e anuidades.

 

Ver também:
- Nota de imprensa do SIESI, com contactos para declarações