20171003 SomincorA greve na Somincor começou às 6h00, com muito forte adesão, paralisando a produção na mina e o trabalho nas lavarias, durante todo o dia de hoje. Os trabalhadores lutam pelo fim do regime de laboração contínua no fundo da mina e pela humanização dos horários de trabalho, entre outros objectivos. A greve, decidida pelos trabalhadores e convocada pelo STIM, prossegue até às 6h00 de sábado, dia 7.
3.10.2017


Desde as primeiras horas da greve, o piquete e outros trabalhadores reuniram-se no «alcatrão», na entrada da sede da Sociedade Mineira de Neves Corvo, no concelho de Castro Verde. No local permaneceu também um grupo de dirigentes sindicais, entre os quais o coordenador da Fiequimetal, Rogério Silva, membro da Comissão Executiva da CGTP-IN.

Para a próxima sexta-feira, cerca das 8h30, está confirmada a presença neste local de Arménio Carlos, secretário-geral da CGTP-IN.

Ver também:
- Mineiros em greve (TVI, 3.10.2017, Jornal da Uma)
- Convocadas greves na Somincor e na CelCat (18.9.2017)


Algumas fotos do piquete nos dois primeiros turnos (clique para ampliar)