20160216SedaIberica-arquivoOs trabalhadores da Seda Ibérica Embalagens, em Paço de Arcos (Oeiras), vão fazer quatro dias de greve ainda este mês (dois dias consecutivos), em protesto contra a forma como a administração está a agir, depois de ter sido rejeitada a proposta patronal para o Acordo de Empresa, e para que o subsídio de turno comece a ser pago conforme estabelecido na contratação colectiva, informou o SITE CSRA.
5.1.2018


A decisão foi tomada pelos trabalhadores no dia 29 de Dezembro e o sindicato apresentou o pré-aviso de greve no dia 3 de Janeiro.

A proposta de AE apresentada pela administração foi rejeitada pelos trabalhadores, que também condenaram o facto de não estar a ser feito o pagamento de subsídio de turno conforme previsto no contrato colectivo de trabalho da indústria gráfica (decisão arbitral).

O protesto é ainda motivado pela não actualização dos salários no ano de 2017 e pela ausência de proposta salarial patronal para 2018.

Os trabalhadores contestam igualmente a tentativa da administração de impor o aumento dos horários de trabalho, eliminar as pausas para toma de pequeno-almoço e alterar o horário de almoço.

Estão marcadas greves de 24 horas para 11, 12, 18 e 25 de Janeiro. Foi convocada também greve a todo o trabalho extraordinário, entre 11 e 25 de Janeiro.

A Seda Ibérica Embalagens faz parte do grupo italiano Seda Packaging. Situada na Estrada de Paço de Arcos (Oeiras), tem mais de 220 trabalhadores, facturou quase 42,8 milhões de euros e apresentou um resultado líquido de 1,35 milhões de euros (dados de 2016).

 

Ver também:
- Comunicado do SITE CSRA aos trabalhadores da Seda Ibérica