20180609ParaManif arquivoPara permitir a participação dos trabalhadores na manifestação nacional de 9 de Junho, em Lisboa, a Fiequimetal formalizou a convocação de greve de 24 horas em todas as empresas de todos os sectores abrangidos pelo âmbito dos sindicatos filiados.
23.5.2018

 

No pré-aviso refere-se que, com a manifestação, a CGTP-IN pretende forçar o Governo do PS e o patronato a cederem às justas reivindicações dos trabalhadores, que justamente aspiram a uma vida melhor.

Como objectivos da greve e da mobilização para a manifestação, a federação indica:

- Aumento dos salários para todos os trabalhadores;
- Fixação do salário mínimo nacional  em 650 euros, em 1 de Janeiro de 2019;
- Contra a precariedade laboral;
- Pelas 35 horas de trabalho para todos, rejeitando adaptabilidades e bancos de horas;
- Pelo direito de negociação colectiva;
- Pela revogação das normas gravosas da legislação laboral, designadamente da caducidade das convenções colectivas, e pela reintrodução do princípio do tratamento mais favorável ao trabalhador.

O pré-aviso foi publicado, nos termos legais, num jornal diário de circulação nacional (Correio da Manhã, edição de 15 de Maio).

manifesto-9-junho 9-junho-manifestacaoProssegue em várias direcções o trabalho sindical de informação, mobilização e organização de uma forte participação dos trabalhadores das indústrias metalúrgicas, químicas, eléctricas, farmacêutica, celulose, papel, gráfica, imprensa, energia e minas na manifestação nacional de 9 de Junho.

Vamos estar em força, ao lado dos demais sectores, no Campo Pequeno, às 15 horas!