20201222EDP BoasFestas kEstá apresentada a proposta de actualização salarial nas empresas do Grupo EDP em 2021. Para um aumento justo, a Fiequimetal exige mais 90 euros para todos os trabalhadores. Mas outras matérias necessitam respostas imediatas, que deviam ter sido dadas em 2020.
4.1.2021

 

A primeira reunião de negociação salarial está agendada para dia 20. Deverão também prosseguir este mês as negociações de questões pendentes, como as que foram colocadas desde o acordo salarial de 2020.

Uma destas é o subsídio de estudo, em negociação há vários meses, sem que se vislumbre um resultado positivo. O protelamento neste ponto foi, para a administração, uma forma de atrasar a negociação de outros pontos.

O subsídio de disponibilidade, a revisão da tabela de ajudas de custo e a melhoria da evolução nas carreiras (por forma a acelerar a progressão, principalmente nos primeiros graus, sem deixar de parte os restantes escalões da tabela), são alguns dos temas que a Fiequimetal já propôs negociar para melhor.

Na última reunião negocial, a administração - que sofre importantes alterações na sua composição - frisou que o ano de 2020 foi especialmente difícil, tanto em virtude da COVID-19 como no contexto regulatório e até pela suspensão de dois administradores.

Apesar disso, a administração espera que os resultados financeiros da EDP em 2020 sejam melhores que os de 2019.

Se a administração da EDP, para além de registar propostas, quiser trilhar o caminho da melhoria de condições de trabalho, pode contar com a Fiequimetal para negociar essas melhorias. Mas não se pode continuar a perder mês atrás de mês, sem que algo de positivo resulte destas reuniões para os trabalhadores.


20201222EDP BoasFestas

Ver também

- Informação 1 (revisão salarial), com proposta sindical apresentada à administração (16.12.2020)
- Informação 11 (matérias pendentes, 10.12.2020)
- Negociação de «faz de conta» vai ter respostas na EDP (30.11.2020)