REN SALARIOS2021Além de apresentar 109,2 milhões de euros de lucro, relativos a 2020, a REN prepara-se para dar aos accionistas 114 milhões. Mas continua sem responder à proposta de aumentos salariais.
2.4.2021


O Grupo REN apresentou os resultados relativos ao ano de 2020, no dia 18 de Março, e a administração anunciou que quer distribuir aos accionistas, sob a forma de dividendos, um valor superior aos ganhos.

Num comunicado aos trabalhadores, a Fiequimetal e os sindicatos SIESI, SITE Norte, SITE CSRA e SITE Centro-Norte afirmam que não se compreende por que razão a administração ainda não deu resposta à proposta de aumento da tabela salarial, apresentada em 21 de Janeiro, reivindicando um aumento nominal de 90 euros por trabalhador.

Foi, inclusivamente, já ultrapassado largamente o prazo legal (30 dias) em que a administração devia ter dado resposta.

Estará a REN à espera do resultado das negociações na EDP?

No ano passado a administração da REN não acompanhou os aumentos da EDP porque, segundo a administração, «são duas empresas diferentes que nada têm a ver uma com a outra». Será que esse argumento só serve para limitar os salários?

Os trabalhadores da REN merecem ser reconhecidos. Foram eles que mantiveram a empresa a funcionar, e a dar lucros, durante a pandemia, muitos deles sem nunca terem estado em teletrabalho e tendo inclusive melhorado o índice de qualidade de serviço.

A recompensa não pode ser só com palmadinhas nas costas, tem de se reflectir nos aumentos salariais e na valorização de quem leva a empresa para a frente.

A Fiequimetal espera não ser necessário recorrer a outras instâncias para desbloquear as negociações, mas não descarta essa possibilidade.

A todos os trabalhadores é deixado o apelo a que se mantenham atentos a este processo e mobilizados.

 

Ver também
- Comunicado aos trabalhadores das empresas do Grupo REN