20200419otis elevadores arquivoOs trabalhadores da multinacional norte-americana Otis Elevadores vão estar em greve de 24 horas na sexta-feira, dia 30, em todo o País, por decisão unânime tomada em plenários, em defesa de aumentos salariais e outras matérias inscritas no caderno reivindicativo. Em Lisboa, frente à Gare do Oriente, haverá uma concentração.
27.4.2021

 


A greve foi convocada pelos sindicatos da Fiequimetal (SIESI, SITE CSRA, SITE Centro-Norte e SITE Norte), mas estão abrangidos pelo pré-aviso todos os trabalhadores, sindicalizados ou não, como se esclarece num comunicado ontem divulgado, com um pedido de solidariedade por parte dos clientes.

A concentração, marcada para as 10h00, contará com trabalhadores das várias regiões e também com Isabel Camarinha, secretária-geral da CGTP-IN.

 

Mais justa distribuição

A Otis Elevadores teve em 2019 mais de 51 milhões de euros de vendas e mais de 14 milhões de euros de lucros. Mesmo no contexto da pandemia, em 2020 os técnicos nunca deixaram de assegurar as manutenções dos equipamentos, enquanto centenas foram colocados em regime de teletrabalho.

A exposição ao risco da COVID-19, em locais como hospitais, lares, centros de saúde, casas do povo, pousadas, entre outros, nunca foi devidamente compensada.

A actualização salarial aplicada, por acto de gestão, é uma média percentual com a qual os sindicatos não concordam, até porque muitos trabalhadores não terão qualquer aumento, à semelhança do que aconteceu com a distribuição de balanço da empresa.

Por outro lado e, mais uma vez, há distribuição de dividendos entre os accionistas da Zardoya Otis (nome do grupo que detém a Otis portuguesa e mais empresas em Espanha, Marrocos, Andorra e Gibraltar).

No comunicado da Comissão Intersindical assinala-se que os aumentos aplicados aos contratos dos clientes não reflectem, de todo, os aumentos salariais dos trabalhadores, embora esta seja uma das justificações para a subida anual dos preços dos serviços.

Os sindicatos apelam a uma grande onda de solidariedade com estes trabalhadores, inclusive dos clientes que, por força desta acção de luta, sofrerão impacto nos serviços prestados neste dia.


Ver também
- Comunicado da Comissão Intersindical da Otis aos trabalhadores e ao público