20210716Fiequimetal Informa É possível, com unidade e luta, conquistar aumentos salariais dignos, melhores condições de vida e trabalho, fim de vínculos precários, mais emprego de qualidade, destaca-se no mais recente número do boletim Fiequimetal Informa, referindo que os trabalhadores conseguiram avanços em várias empresas.
20.7.2021

 

São listadas várias empresas onde recentemente foram conquistados aumentos de salários e de subsídios e prémios pecuniários, com um acréscimo de rendimento dos trabalhadores acima daquilo que o patronato pretendia e, em regra, com efeitos retroactivos a 1 de Janeiro. Conseguiu-se ainda mais dias de férias e o dia de aniversário como folga.

Além disso, em muitas das empresas onde já foram obtidos resultados estão apresentados cadernos reivindicativos ou propostas de revisão de acordos de empresa, para negociar matérias em que ainda não houve acordo.

 

A luta tem de continuar!

 

A Fiequimetal e os sindicatos não aceitam o bloqueio da negociação da contratação colectiva por associações patronais que usam a vantagem legal que o Governo não lhes quer retirar.

Insiste-se na exigência da revogação das normas gravosas do Código do Trabalho, a par da luta nas empresas por salários melhores.

O aumento dos salários é decisivo para dinamizar a procura interna, criar emprego e estimular o crescimento económico.

Assiste-se ao aumento dos lucros, mas a maior parte deles vai para os accionistas, com a agravante de que, na maioria dos casos, são desviados para a especulação.

Exige-se uma distribuição mais justa da riqueza pelos trabalhadores que a criam!

Por outro lado, a inovação tecnológica permite reduzir horário e criar emprego.

Aplicada na produção, a inovação tecnológica eleva substancialmente os lucros das empresas. Mas exige o aumento das qualificações profissionais e do empenho dos trabalhadores e estes têm de ser mais valorizados.

Nos próximos tempos, a federação e os sindicatos vão continuar a mobilizar os trabalhadores para reivindicar:

- 90 euros de aumento;
- Mínimo de 850 euros como salário de admissão;
- 35 horas semanais;
- Ritmos e condições de trabalho que não prejudiquem a saúde.

 

- Visualizar boletim online
- Obter ficheiro pdf

20210716Fiequimetal Informa 1

20210716Fiequimetal Informa 2