20180820Algar arquivoOs trabalhadores da Algar decidiram em plenários manter a greve já anunciada e marcada, com início às zero horas de 29 de Novembro e termo às 24 horas do dia 30, informou o SITE Sul.
25.11.2021

 

Nos plenários realizados esta semana (dias 22, 23 e 24), os trabalhadores da empresa de valorização e tratamento de resíduos sólidos, que pertence ao Grupo EGF (Mota-Engil) e opera no Algarve, analisaram a proposta de actualização salarial apresentada pela empresa.

A proposta patronal, como refere o SITE Sul numa nota de imprensa hoje divulgada, não abrange todos os trabalhadores. Nela faltam respostas concretas e objectivas ao aumento dos salários para todos os trabalhadores, ao aumento do subsídio de refeição, à criação de um subsídio de risco, à reposição dos valores do trabalho suplementar praticados em 2012.

Foram reafirmados os objectivos da greve:

• Pelo aumento dos salários para todos os trabalhadores;
• Pelo aumento do subsídio de refeição;
• Pela atribuição (criação) do subsídio de risco;
• Pela reposição dos valores do trabalho suplementar praticados em 2012;
• Pela criação de uma tabela salarial que permita a todos aos trabalhadores progredir
na carreira/categoria profissional;
• Pela atribuição das categorias profissionais aos trabalhadores de acordo com o trabalho efectivamente desempenhado.

 

Concentrações

Os trabalhadores vão concentrar-se, a partir das 7h00, nos dias 29 e 30, nas portarias da estação de transferência Faro-Loulé e do aterro sanitário do Barlavento (Portimão).

 


Ver também
- Nota de imprensa do SITE Sul
- Avançam as greves decididas na Algar e na Amarsul (12.11.2021)