20190403EDP na sede 2018Para que a mensagem de descontentamento e luta seja ouvida pelos accionistas da EDP, reunidos em assembleia geral, realiza-se amanhã, dia 24, às 15 horas, junto da sede do grupo, em Lisboa, uma acção de protesto. A administração ignorou a necessidade de definir serviços mínimos na reparação de avarias, face à greve convocada para permitir a deslocação dos trabalhadores.
23.4.2019

 

A Fiequimetal e os sindicatos, numa atitude responsável, deram indicações precisas aos trabalhadores adstritos ao serviço de reparação de avarias, procurando salvaguardar qualquer situação urgente e inadiável. Num comunicado em distribuição nos locais de trabalho, salienta-se que isto foi feito por exclusiva iniciativa das organizações sindicais e na defesa dos consumidores, uma vez que a  EDP está mais preocupada a contar o dinheiro, aos milhões, que vai distribuir amanhã aos accionistas.

 

Ver também
- Comunicado da Fiequimetal aos trabalhadores das empresas do Grupo EDP (23.4.2019)
- Dia 24 na sede da EDP accionistas vão ter protesto (19.4.2019)
- Comunicado da Fiequimetal aos trabalhadores das empresas do Grupo EDP (18.4.2019)
- Resolução do plenário nacional de delegados sindicais
- Pré-aviso de greve para dia 24

 

Depoimento de Hugo Gonçalves

 

Depoimento de Anabela Silva

 

Depoimento de Rogério Silva

 

Depoimento de Arménio Carlos