20200419otis elevadores arquivoA Comissão Intersindical da Fiequimetal na Otis Elevadores solicitou à direcção da empresa uma reunião para iniciar as negociações do caderno reivindicativo para 2020. A reivindicação de melhores salários, com um aumento mínimo de 90 euros, é mais do que justa.
19.4.2020

 

Num comunicado aos trabalhadores, a Comissão Intersindical (SIESI, SITE Norte, SITE Centro-Norte e SITE CSRA) critica a administração por, ao longo dos anos, misturar no mesmo mês a atribuição dos prémios com os aumentos salariais, pois cria uma falsa ideia de aumento dos salários. Também não aceita que muitos trabalhadores sejam discriminados, ao não receberem qualquer aumento.

Não se aceita que, nesta fase, sejam aplicadas medidas que retirem direitos, garantias e remunerações.

 

Faltam EPI

Os representantes dos trabalhadores para a Segurança e Saúde no Trabalho (SST), que representam todos os trabalhadores da empresa em todo o País, reuniram-se com os responsáveis da Otis para discutir a situação da pandemia de COVID-19.

Solicitado o plano de contingência, este não foi fornecido pelos responsáveis da empresa, alegando que apenas pretendem fornecer a última versão. A verdade é que este plano deveria ser do conhecimento de todos os trabalhadores desde o início.

Também foram indicadas pelos representantes dos trabalhadores as várias falhas na distribuição de fornecimento dos EPI (gel, máscaras e luvas) em várias delegações e foram apresentadas várias situações delicadas, nomeadamente o atendimento aos hospitais, lares, hotéis e outras instalações.

 

Caderno reivindicativo

O caderno reivindicativo para 2020 contempla:

1. Âmbito e vigência - O presente caderno obriga por um lado, a OTIS Elevadores Lda. e, por outro, os trabalhadores ao seu serviço, qualquer que seja o vínculo que os ligue à empresa e produz efeitos de 1 de Janeiro a 31 de Dezembro de 2020.

2. Redução do horário de trabalho, sem perda de retribuição: de forma gradual, das 40 para 35 horas semanais, ao final do dia de trabalho.

3. Aumento salarial – a todos os trabalhadores, um aumento do salário-base, no mínimo, de 90,00 euros.

4. Subsídio de refeição – o valor do subsídio de refeição passa para 11,00 euros.

5. Diuturnidades – 45,00 euros.

6. Subsídio de Turno – 250,00 euros.

7. Subsídio de plantão – 70,00 euros.

8. Diárias – 80,00 euros.

9. Prémio anual de produtividade – A todos os trabalhadores, um mês de salário adicional, a processar por altura da Páscoa.

10. Subsídio de Função – aos trabalhadores que, pela natureza da função, exercem a função de eletromecânico é atribuído um subsídio mensal no valor de 50,00 euros, conforme é praticado noutros países da Europa.

11. Tolerância de ponto no Natal e fim de ano – a empresa concederá aos trabalhadores tolerância de ponto, nos dias 24 e 31 de Dezembro.

12. Reposição dos três dias de majoração das férias.

 

Ver também
- Comunicado da Comissão Intersindical da Fiequimetal na Otis Elevadores