20210529DSSmith Viana arquivoSó com a união, a resistência e o empenho de todos os trabalhadores da DS Smith Paper Viana foi possível chegar a um acordo que prevê aumentos de 70 euros no salário-base (com aplicação na tabela remuneratória), 1,40 euro/hora no subsídio de prevenção e 1,3 por cento nas restantes cláusulas pecuniária, salientou o SITE Norte.
7.4.2022


Todas as matérias têm efeito retroactivo a Janeiro.

O acordo alcançado pela Comissão Negociadora Sindical foi colocado à consideração dos trabalhadores em plenário, no dia 14 de Março, e foi aprovado por larga maioria.

Ficou assim concluída a negociação da revisão anual do Acordo de Empresa.

O SITE Norte assinalou que esta foi uma dura batalha, pois os representantes da empresa sempre se mostraram renitentes na aproximação à proposta dos trabalhadores.

O desfecho só foi possível após ser dado conhecimento à administração de que iria ser emitido um pré-aviso para quatro dias de greve, a partir das zero horas do dia 20 de Março.

A fábrica da DS Smith Paper está instalada em Viana do Castelo desde 1974 e foi antes da Portucel e da Europac.


Ver também
- Informação do SITE Norte