edprevsalarial2022A Fiequimetal e os seus sindicatos estão a promover um abaixo-assinado, através da rede de dirigentes e delegados sindicais e também na Internet, reclamando o aumento salarial e a valorização profissional a que os trabalhadores das empresas do Grupo EDP têm direito.
11.4.2022

 

Os subscritores declaram a sua disponibilidade para, em unidade, desenvolver acções que permitam dar força às justas razões dos trabalhadores, incluindo a exigência de um aumento salarial de 70 euros para todos.

 


ABAIXO-ASSINADO dos trabalhadores das empresas do Grupo EDP

Pelo aumento salarial e pela valorização profissional a que temos direito!

À Administração da EDP – Energias de Portugal

Os trabalhadores abaixo-assinados, independentemente da sua opção sindical e do seu posicionamento salarial, ou vínculo laboral:

– manifestam o seu descontentamento perante uma proposta patronal de apenas 0,8 por cento de actualização salarial, para 2022, em clara desproporção com os lucros superiores a 800 milhões de euros, os dividendos de mais de 700 milhões de euros, distribuídos aos accionistas, e os cerca de 10 milhões de euros que os membros do Conselho de Administração Executivo auferiram em 2021;

– apelam a uma mais justa distribuição da riqueza, considerando que a proposta sindical de 70 euros de aumento salarial, para todos, é justa e realista, além de corresponder àquilo que deve ser a valorização das profissões e das carreiras, numa empresa que se assuma verdadeiramente como «top employer»;

– declaram-se disponíveis para, em unidade, desenvolver acções que permitam dar força a estas justas razões, junto das administrações.

 

Subscreva AQUI o abaixo-assinado

 

Ver também
- Luta na EDP dará seguimento à expressiva greve de dia 6 (8.4.2022)