20221118SITEsulVWAutoeuropa-3No dia 25, a administração da Volkswagen Autoeuropa deve apresentar uma proposta de aumento salarial extraordinário, insiste o SITE Sul, adiantando que, caso contrário, vai ouvir os trabalhadores e decidir novas formas de luta.
21.11.2022

 

Numa nota de imprensa hoje divulgada, o sindicato acusa a administração de querer ocultar a verdadeira adesão à greve de dias 17 e 18.

Durante as horas da greve - um dos factos referidos pelo sindicato - estiveram a ser recuperados carros que estavam parqueados, com falta de peças, e foram contabilizados como se tivessem saído da linha de montagem (carros de produção).

Na verdade, nos quatro períodos de paragem, devido à greve, não saiu um único carro no final da linha de produção, na área da Montagem Final, afirma o SITE Sul. Assim, ficou provado que, devido ao verdadeiro número de trabalhadores em greve, não foi possível produzir nos períodos de greve.

O SITE Sul desafia a VW Autoeuropa a divulgar os números reais que apurou, da adesão à greve em cada turno, e a não ocultar os mesmos da opinião pública, no sentido de desvalorizar o impacto da luta dos trabalhadores na produção.

Ficou demonstrado o verdadeiro descontentamento existente entre os trabalhadores, nomeadamente pela falta de respostas concretas e objectivas por parte da administração.

O sindicato previne que, se, na reunião do próximo dia 25, a administração não apresentar nenhuma proposta de aumento salarial extraordinário (e assim desmentir o que anunciou durante a greve), vão ser ouvidos os trabalhadores, para decidir novas formas de luta, se forem necessárias, para alcançarem o justo e necessário aumento extraordinário da salário, de forma a fazerem face ao brutal aumento do custo de vida.

 

Ver também
- Nota de imprensa do SITE Sul
- Administração tem de ouvir aviso de luta na Autoeuropa (18.11.2022)