Federação Intersindical das Indústrias Metalúrgicas, Químicas, Eléctricas, Farmacêutica, Celulose, Papel, Gráfica, Imprensa, Energia e Minas - CGTP-IN

20221221CTR sede arquivoPara terça-feira, dia 23, das 10 às 11h30, estão marcados plenários na CTR, em Samora Correia. Os trabalhadores e o SITE CSRA vão analisar o ataque patronal ao emprego e ao direito a férias e vão decidir as respostas a dar em unidade e com firmeza.
21.5.2023


Os despedimentos ocorridos durante este mês surpreenderam a comissão sindical do SITE CSRA na empresa. Numa informação aos trabalhadores, são recordadas as afirmações de responsáveis patronais, numa reunião em 12 de Janeiro, solicitada pelos representantes dos trabalhadores logo após se ter sabido da venda da empresa ao Grupo Hayco. Foi então assegurado que não estavam previstas medidas, como a redução do número de trabalhadores.

Em Março, numa reunião com os trabalhadores, a administração garantiu que o negócio continuaria em expansão.

Contrariando estas informações, foram despedidos em Maio mais de 60 trabalhadores, sem que a administração fundamentasse esta decisão junto da comissão sindical e também junto dos trabalhadores atingidos.

A pedido do sindicato, realizou-se uma reunião, no dia 3, mas a administração não deu informações concretas sobre os motivos que justificam o despedimento. Também não o fez posteriormente, quando tal foi solicitado por escrito, ficando-se por generalidades e deixando sem resposta as perguntas concretas colocadas pela comissão sindical.

O SITE CSRA e a sua comissão sindical na CTR vão continuar a exigir respostas e reposição da legalidade, com respeito pelos direitos dos trabalhadores e dos seus representantes.

 

Imposição ilegal de férias

O sindicato soube que a administração pretende impor a alguns trabalhadores o gozo de férias na última semana de Junho, fora do período acordado e em desrespeito pela lei.

A administração deve recuar nesta pretensão e cumprir a lei, alerta a comissão sindical, acrescentando que os trabalhadores estão disponíveis para encontrar soluções negociadas, mas também não hesitarão em recorrer às entidades competentes para defender a legalidade e os direitos.


Ver também
Informação do SITE CSRA aos trabalhadores da CTR, incluindo questões colocadas à administração

 

 

Subscrever notícias (mailing list)