20151211Posse kTomaram ontem posse na Marinha Grande, na delegação do SITE CSRA, os membros da Direcção Nacional da Fiequimetal, eleitos para o mandato até 2019 no 3.º Congresso da federação, que se realizou em Estarreja a 27 de Novembro. De seguida, realizou-se a primeira reunião do órgão dirigente, onde foi debatida a concretização da resolução do congresso sobre reivindicações imediatas dos trabalhadores.
12.12.2015


Mereceram particular atenção as exigências de:
- aumento geral dos salários, em pelo menos 40 euros por mês, e do salário mínimo nacional, que deverá fixar-se em 600 euros em 2016 - sem prejuízo de valores mais elevados em prática, ou a praticar, nas empresas.
- revogação das normas gravosas do Código do Trabalho, designadamente as que foram introduzidas pelo anterior Governo, em 2012, para repor os direitos individuais e colectivos desde então eliminados ou reduzidos;
- melhoria das condições de trabalho, com eliminação da precariedade, redução progressiva do horário de trabalho para atingir o máximo de 35 horas semanais e sete horas diárias, e importantes medidas na área da segurança e saúde no trabalho (reclamando, designadamente, a urgente implementação pela ACT de um plano nacional de prevenção para a indústria).

Ao analisar a actual situação da acção reivindicativa, abordou-se um conjunto de acções de luta em desenvolvimento em empresas dos sectores abrangidos pelos sindicatos da Fiequimetal. Algumas dessas acções terão lugar ainda este mês.

Nesta primeira reunião da Direcção Nacional foram eleitos o Secretariado (Eduardo Florindo, Helder Pires, Joaquim Gervásio, Júlio Balreira, Luís Cavaco, Luís Pinto, Manuel Bravo, Manuel Correia, Mário Matos, Navalha Garcia, Nídia Sousa, Paula Sobral, Rogério Silva) e o secretário-coordenador (Rogério Silva).
Também foram atribuídas tarefas, áreas e frentes de trabalho, assim como aprovadas as normas de funcionamento da DN.

 

Algumas fotos da tomada de posse e da reunião