2018903GreveAdP 24abril arquivoNo dia 2 de Agosto a Fiequimetal e o STAL assinaram com o Grupo Águas de Portugal o acordo colectivo de trabalho (ACT) que garante os mesmos direitos aos 2520 trabalhadores de todas as empresas inseridas no universo AdP. Foi resultado da luta, salientaram os dois sindicatos da CGTP-IN.
3.9.2018

 

Como jornadas de luta mais recentes, refira-se a greve de 24 de Abril e o início de uma série de novas acções a 25 de Junho.

No comunicado que a Fiequimetal e o STAL distribuíram em Agosto nos diversos locais de trabalho, destaca-se que a assinatura do ACT é resultado da luta dos trabalhadores. Este grande e importante passo na conquista e regulamentação de direitos para todos os trabalhadores de todas as empresas do Grupo AdP não é o fim do caminho.

De agora em diante, a luta vai prosseguir pela redução do horário de trabalho para 35 horas semanais, por melhores salários, por um regime de carreiras que respeite as profissões, por um regime mais justo de progressão, promoção e avaliação.

 

Valores actualizados

Ao fim de nove anos de salários congelados, foi definida uma compensação extraordinária de 125 euros, a incluir no primeiro processamento salarial após a entrada em vigor do ACT.
Foram acordados novos valores, com efeitos a 1 de Julho, para os subsídios de refeição, de turno e de disponibilidade (ou prevenção) e para o trabalho suplementar.

O período de trabalho nocturno ficou estabelecido entre as 20h00 e as 07h00.

O ACT entra em vigor no quinto dia após a sua publicação no Boletim do Trabalho e Emprego.

São salvaguardadas situações mais favoráveis em vigor à data da assinatura para alguns trabalhadores, designadamente quanto a abono de falhas, subsídios de turno, de função e de responsabilidade, compensações por mobilidade geográfica.

Ficam igualmente ressalvadas algumas prestações pecuniárias, acordadas em sede de contrato individual de trabalho.

Permanece em vigor do Acordo de Empresa da EPAL, tal como vai continuar a luta para que ele se aplique a todos os trabalhadores desta.


Ver também:
- Comunicado da Fiequimetal e do STAL
- Aumento das remunerações na ordem do dia na AdP (25.6.2018)
- Forte adesão nacional à greve na AdP e ARM (24.4.2018)