20181115ManifestacaoA grandiosa manifestação de convergência, que se realizou ontem, em Lisboa, com muitas dezenas de milhares de pessoas, teve forte participação de trabalhadores dos nossos sectores, destaca-se na saudação da Fiequimetal, que apela ao prosseguimento da luta reivindicativa nos locais de trabalho.
Publicamos este documento, bem como algumas fotos.
16.11.2018

 

 Pode aqui também, mais abaixo, ter acesso à intervenção do secretário-geral da CGTP-IN, Arménio Carlos, no final da manifestação, e à resolução aprovada, bem como ao álbum de fotos publicado pela CGTP-IN.

 

 

 

SAUDAÇÃO

Grandiosa manifestação de convergência em Lisboa

 

A Direcção Nacional da Fiequimetal saúda todos os trabalhadores dos sectores que representa, pela forte participação que tiveram naquela que foi uma das maiores manifestações realizadas nas últimas décadas em dia de semana.

Saudamos igualmente todos os dirigentes e activistas sindicais e membros de comissões de trabalhadores que, com o seu empenho e a sua dedicação, deram um importante contributo para o êxito e a grandiosidade da manifestação nacional.

 

I

A manifestação nacional de 15 de Novembro foi antecedida de uma grande acção de esclarecimento e debate e  mobilização dos trabalhadores dos nossos sectores, momento que foi também de preparação e apresentação de reivindicações ao patronato, pelo aumento dos salários, por horários de trabalho dignos que respeitem a conciliação entre a actividade profissional e a vida familiar e pessoal, pelo respeito pelos direitos e pela melhoria das condições de trabalho.
Esta acção teve igualmente expressão em greves, plenários e outras formas de luta, em centenas de locais de trabalho, de Norte a Sul do País, afectando no todo ou parte a produção em muitas empresas.

Nesta grandiosa manifestação desfilaram na Avenida da Liberdade alguns milhares de trabalhadores de todos os sectores, nomeadamente o sector automóvel, o material eléctrico e electrónico, a metalurgia, a energia, as minas, as águas e resíduos, as indústrias gráfica, do papel e da celulose, a química e farmacêutica.
Com determinação e em convergência e unidade com os trabalhadores da Administração Pública, exigiram do Governo: a valorização do trabalho e dos trabalhadores; a melhoria das condições de vida; o recuo nas graves alterações ao Código do Trabalho, que visam generalizar os vínculos precários e aumentar e degradar os horários de trabalho; a defesa das funções sociais do Estado e a melhoria dos serviços públicos.

 

II

A Direcção Nacional da Fiequimetal apela a todos os trabalhadores para que, organizados nos seus sindicatos de classe, intensifiquem a acção reivindicativa nos locais de trabalho pelo aumento dos salários, pela redução do horário e dos ritmos de trabalho, pelo cumprimento dos direitos e pelo fim dos vínculos precários.

A Fiequimetal e os seus sindicatos assumem o compromisso de, nos tempos mais próximos, promoverem uma ampla discussão com os trabalhadores dos sectores que representam, no sentido de desenvolver acções de luta em defesa da contratação colectiva sectorial.
 
A luta vai continuar!

 

Lisboa, 16 de Novembro de 2018
A Direcção Nacional da Fiequimetal

 

- Saudação da Fiequimetal (ficheiro pdf)

- Saudação da CGTP-IN
- Intervenção do secretário-geral da CGTP-IN
- Resolução da manifestação nacional
- Fotos publicadas pela CGTP-IN

Algumas fotos da manifestação nacional de 15 de Novembro
(clique para ampliar e navegar)