20180903GreveAdP 24abril arquivoCom a publicação oficial do Acordo Colectivo de Trabalho, estão criadas todas as condições para que a AdP aplique várias melhorias e uniformize direitos dos trabalhadores em todas as empresas do grupo. Mas a luta vai continuar, recorda a Fiequimetal, num comunicado aos trabalhadores.
19.11.2018


Após a publicação do ACT no Boletim do Trabalho e Emprego, a 8 de Novembro, e da portaria de extensão, no dia 9, estão criadas todas as condições para a aplicação de melhorias e uniformização de um conjunto de direitos a todos os trabalhadores das empresas do grupo Águas de Portugal, nomeadamente:

- subsídio de refeição;
- subsídio de turno;
- subsídio de disponibilidade ou prevenção;
- pagamento do valor do trabalho suplementar em dia de trabalho normal e em dia feriado, com retroactivos a 1 de Julho de 2018.

A tabela salarial entra em vigor a 1 de Janeiro de 2019.

 

Manter a luta reivindicativa

O ACT resulta da luta, persistência e unidade de todos os trabalhadores, que ao longo dos anos nunca desistiram de ver melhoradas as suas condições de vida e de trabalho, o que em parte se conseguiu com este acordo. Mas, como a Fiequimetal e os sindicatos da CGTP-IN sempre afirmaram, o acordo é apenas um ponto de partida para a continuação da luta.

No comunicado, reafirma-se que iremos continuar a apresentar todas as propostas que os trabalhadores nos têm feito chegar, vamos organizar a luta por elas e tudo faremos para que as mesmas se venham a concretizar em futuras negociações com a administração da AdP. São reivindicações como: a atribuição de subsídio de transporte, a redução para 35 horas do tempo de trabalho semanal e os 25 dias de férias anuais para todos os trabalhadores, entre outras.

É necessário que os trabalhadores se mantenham unidos e coesos, organizados no seu sindicato, em defesa das justas reivindicações que ainda não foram conseguidas, mas das quais não iremos desistir.

 

Ver também:
- Comunicado aos trabalhadores (pdf)
- ACT no Grupo AdP representa primeiro passo (12.10.2018)
- Acordo colectivo de trabalho (ACT) entre 15 empresas do Grupo Águas de Portugal, a Fiequimetal e o STAL