20190308RobbialacOs trabalhadores da Robbialac (São João da Talha, Loures) mobilizaram-se e, organizados no SITE CSRA, conseguiram que a administração recuasse na intenção de acabar com um direito conquistado em 1976 e que continua consagrado para actuais e futuros reformados da empresa.
30.3.2019

 

No início deste ano, foi anunciado aos reformados que a empresa deixava de comparticipar despesas médico-medicamentosas, para se aliviar desse encargo.

Com o apoio do sindicato, os trabalhadores contestaram os argumentos patronais, exigindo que fosse respeitado o compromisso assumido pela empresa em 1976, por acordo, e contrapondo que nem sequer era aceitável que um valor com tão pouco peso no orçamento da Robbialac servisse de argumento para a decisão unilateral.

Em plenários e diversas reuniões, nomeadamente com dirigentes e com juristas do sindicato e com responsáveis da empresa, os trabalhadores afirmaram a sua razão e mostraram-se determinados a lutar.

Foi assim possível, através da união entre todos, chegar a acordo com a empresa, conseguir a garantia de que a empresa vai continuar a garantir a comparticipação de despesas médico-medicamentosas, até ao limite de 400 euros por ano, para os seus trabalhadores aposentados. Os trabalhadores agora no activo também manterão este direito na sua futura situação de aposentação.

Mais uma vez ficou comprovado que vale a pena lutar pelos direitos conquistados.