20160713Autoeuropa-arquivoA Comissão Sindical do SITE Sul na Volskwagen Autoeuropa esteve na portaria da empresa, a distribuir o seu boletim informativo (que publicamos aqui) e a reafirmar o empenho do sindicato na luta, em unidade, pelos direitos dos trabalhadores.
6.4.2019


O aumento dos casos de doenças profissionais e acidentes de trabalho (umas e outros inerentes aos elevados ritmos de laboração), a justa reivindicação dos trabalhadores dos horários 6+4 pelo pagamento dos retroactivos respeitantes ao trabalho realizado em fins-de-semana (que a Administração recusa pagar) e o abaixo-assinado, em curso, exigindo uma compensação pecuniária aos trabalhadores das carroçarias por lhes ter sido imposto um esquema prejudicial de rotação do tempo de refeição são os temas e reivindicações que preenchem este boletim, distribuído em mão por dirigentes e delegados na quarta-feira, dia 3.

Estes são os mesmos que sempre se posicionaram do lado dos seus camaradas de trabalho, pugnando pelas posições mais justas e consequentes e pela mais ampla unidade na luta.

Os últimos dias trouxeram à memória o processo da alteração dos horários de trabalho. Outros tentaram dividir os trabalhadores e atacar a estrutura sindical e o SITE Sul, mas o tempo veio provar que afinal tínhamos razão.

Afirmámos, no comunicado distribuído em 12 de Outubro de 2018, que o recurso aos tribunais não pode substituir a luta e a unidade dos trabalhadores. Agora, por acórdão de 14 de Março do Tribunal da Relação de Lisboa, verifica-se que o resultado do recurso das providências cautelares foi favorável à Administração.

A Comissão Sindical e as restantes estruturas do sindicato farão, como sempre, o seu melhor para que estas situações sejam resolvidas da maneira mais favorável aos trabalhadores.

Os trabalhadores da Autoeuropa sabem que podem contar com a sua Comissão Sindical e o seu sindicato de classe, o SITE Sul, na defesa dos seus direitos de forma digna e honesta.


Ver também
- Boletim da Comissão Sindical do SITE Sul na VW Autoeuropa
- Tribunais não substituem unidade e luta na Autoeuropa (13.10.2018)