20190728REN Terminal GNL Sines arquivoA unidade dos trabalhadores e o facto de estarem organizados no seu sindicato levaram a REN Atlântico (Terminal GNL), em Sines, a responder positivamente às reivindicações, permitindo um acordo.
2.8.2019

 

O SITE Sul acaba de anunciar este desfecho positivo de um processo iniciado em Maio, com a entrega das reivindicações dos trabalhadores à administração da empresa do Grupo REN.

Para que a empresa respondesse e iniciasse negociações, foi necessário emitir um pré-aviso de greve, que iria ter lugar hoje. A primeira reunião de negociações teve lugar a 26 de Julho, o pré-aviso de greve foi retirado, e uma segunda reunião ocorreu a 31 de Julho.

Com estas duas reuniões de negociação, foi possível chegar a um acordo entre o SITE Sul e a administração da REN Atlântico, nos seguintes termos:

1. Aumento salarial no final de Agosto, garantindo que os trabalhadores abrangidos pelo três escalões mais baixos terão um aumento de 213 euros;

2. No próximo ano, os dois escalões mais baixos terão um aumento de 127 e 178 euros, ou seja, em dois anos os salários destes trabalhadores vão subir 340 ou 391 euros por mês;

3. Aumentos salariais com efeitos imediatos, em valores que correspondem a 19%, 15,6% e 5,6% (do escalão mais baixo para o mais alto), sendo o aumento médio de 189,25 euros;

4. Um trabalhador será promovido a Técnico Operacional I e os restantes ficarão com a categoria de Técnico Operacional II.

Ficou acordado entre as partes que outras matérias serão negociadas no âmbito do Acordo de Empresa.

 

Ver também
- Aumentos salariais acordados
- Determinação de lutar na REN abriu negociações (29.7.2019)