20200930AptivEm defesa da negociação do caderno reivindicativo e por aumentos salariais, os trabalhadores da fábrica da Aptiv, em Braga, organizados no SITE Norte, fizeram ontem greve e deixaram claro que este foi apenas o primeiro sinal do descontentamento acumulado e agravado com o valor que a multinacional anunciou como actualização salarial.
1.10.2020

 

Nesta acção de luta participou também o coordenador da Fiequimetal, Rogério Silva, que transmitiu solidariedade e exortou os trabalhadores a manterem-se unidos e firmes neste combate.

A par de um aumento salarial de 90 euros, para todos, é exigida a negociação de matérias como a atribuição do prémio de antiguidade a todos (sem excluir os trabalhadores admitidos mais recentemente), a redução das carreiras profissionais de operador especializado e de logística (hoje com 9,5 anos), a redução gradual do horário de trabalho (com o objectivo de atingir 35 horas semanais a curto prazo).


Ver também
- Notícia do SITE Norte (30.9.2020)
- Trabalhadores da APTIV em Braga em greve por aumentos salariais (Porto Canal, 30.9.2020)
- Trabalhadores da Aptiv exigem aumento salarial e recuperação de direitos (RUM, 30.9.2020)
- Trabalhadores da Aptiv em Braga manifestam-se por aumentos salariais «dignos» (Lusa, em O Minho, 30.9.2020)

 

Algumas fotos durante a concentração
(clique numa imagem para ampliar e navegar no álbum)