20200318Navigator arquivoA administração do Grupo The Navigator Company pretende aproveitar o actual período de maior dificuldade de reunião e de acção, para procurar impor a sua vontade. Mas a estratégia patronal de apresentar um cenário difícil, para que os trabalhadores acreditem que não pode ir mais além na resposta às reivindicações, não cola e oportunamente terá a resposta adequada - afirma-se num comunicado das ORT.
20.1.2021

 

 

Exigindo seriedade, as organizações representativas dos trabalhadores comentam um comunicado que a comissão executiva da administração emitiu anteontem.

A história do costume repete-se, com a invocação das dificuldades e da alegada preocupação social. Mas esta estratégia (apresentar um cenário difícil) serve apenas para procurar que os trabalhadores se sintam resignados e acreditem que a empresa não pode ir mais além na resposta às suas legítimas reivindicações.

Tal estratégia não cola! Mesmo num contexto difícil, a empresa tem as condições mais que suficientes para responder satisfatoriamente aos seus trabalhadores, garantir boas condições e, consequentemente, a sua preciosa motivação.

A prova de que essa capacidade existe ficou demonstrada com a recente distribuição de quase 100 milhões de euros pelos accionistas.

A comissão executiva veio agora reconhecer que a discussão do regulamento do Plano de Carreiras «já se arrasta por três anos civis», com prejuízo para mais de 300 trabalhadores.

A este propósito, as ORT - Fiequimetal, SITE CSRA, SITE Centro-Norte, SITE Sul, Comissão Sindical da Soporcel, CT da Navigator Paper Setúbal, Comissão Sindical da Navigator Paper Figueira, CT da Navigator Brands, Comissão Sindical da Navigator Pulp Figueira e CT da Navigator Company - imputam à comissão negociadora patronal a exclusiva responsabilidade de tal arrastamento da discussão.

Em causa está a pretensão de sujeitar a promoção e progressão na carreira profissional a um sistema de quotas, limitativo e que promove injustiças, iniquidades e descontentamento permanente entre os trabalhadores.

Outro elemento limitativo e castrador da evolução dos trabalhadores na carreira tem sido a imposição de uma avaliação superior.

A comissão negociadora sindical pretende discutir os termos a aplicar na cláusula anti-estagnação (que a comissão executiva tenciona manter, introduzindo escalões de remuneração, nas actuais bandas de remuneração por níveis) e apresentou já a proposta de tabela salarial para discussão, com vista à concretização dos valores a auferir pelos trabalhadores.

As tabelas salariais, segundo a comissão executiva da Navigator, devem ser discutidas em sede de negociação de actualização salarial. Ora, a Fiequimetal já apresentou a proposta de revisão do AE da Navigator Company, mas ainda não há resposta patronal, embora estejam ultrapassados os prazos legais.


Ver também
- Comunicado aos trabalhadores das empresas do Grupo The Navigator Company (19.1.2021)
- Estratégia da Navigator eleva estado de alerta (5.11.2020)