20210422Exide greve tardeCom adesão total dos trabalhadores, a produção parou hoje, no primeiro dia de uma série de greves de duas horas por turno, na Exide Technologies (Tudor), para exigir aumentos salariais condignos. A luta prossegue até dia 28.
22.4.2021

 

Nos períodos de greve, os trabalhadores concentram-se no exterior da fábrica.

Hoje, na paralisação de manhã, a luta dos trabalhadores foi saudada pelo coordenador da Fiequimetal, Rogério Silva, membro da Comissão Executiva da CGTP-IN. Usaram também da palavra, em breves intervenções, Joaquim Gervásio, do Secretariado da DN da federação, e Diogo Correia, da Comissão Executiva do SIESI.

No dia 27, a partir das 10h30, estará na concentração dos trabalhadores da Exide a secretária-geral da CGTP-IN, Isabel Camarinha.

 

Aquém do necessário

Os trabalhadores da Exide reafirmaram a decisão de avançar para greve, em plenários realizados no dia 16.

Como informaram, em nota conjunta, as organizações representativas dos trabalhadores (SIESI, Comissão de Trabalhadores e representantes na Segurança e Saúde no Trabalho), na última reunião negocial a direcção da fábrica subiu a sua contraproposta para 25 euros, valor que está ainda aquém das necessidades e expectativas dos trabalhadores e das possibilidades da empresa.

 

Ver também
- Nota conjunta dos ORT
- Moção aprovada no plenário