20160203Procalcado kÉ imperativa a valorização dos salários dos trabalhadores nas empresas abrangidas pelo contrato colectivo das indústrias químicas, cuja negociação está impedida pelas associações patronais. A Procalçado, dirigente da APIB, deve intervir para normalizar o processo, exigiram anteontem dirigentes e delegados do SITE Norte, à porta da empresa.
5.2.2016


Ao administrador foi entregue uma resolução, defendendo a imperativa valorização dos salários, e reclamando a sua intervenção positiva, tanto a nível da associação patronal de que é dirigente, como na própria empresa.
Acções como esta vão continuar a ter lugar, nos próximos meses, junto de outras empresas, enquanto o patronato das indústrias químicas continuar a bloquear as negociações do CCTV subscrito pela Fiequimetal.

Negociar e valorizar

Na resolução, refere-se que os dirigentes e delegados sindicais do SITE Norte e outros representantes dos trabalhadores do sector químico, reunidos no Porto, decidiram deslocar-se à Procalçado, que tem responsabilidades de direcção na Associação Portuguesa dos Industriais de Borracha, para repetirem a entrega da proposta de actualização salarial da Fiequimetal, exigindo o desbloqueio da negociação do contrato colectivo de trabalho e a reposição da normalidade negocial.
A actualização salarial é urgente, para os trabalhadores melhor enfrentarem a profunda degradação das condições de vida, verificada nos últimos anos. Os aumentos dos salários contribuirão também para estimular a economia interna.
Defende-se uma nova política de distribuição da riqueza do País e exige-se que o patronato assuma as suas responsabilidades. Recusando mais desculpas com a crise, afirma-se que as empresas podem pagar mais, dando o exemplo das contas do último ano de apenas cinco empresas multinacionais, que registaram 235 milhões de euros de lucros. Uma parte, exige-se na resolução, deve reverter para o aumento dos salários, único meio para melhorar o nível de vida dos trabalhadores, dinamizar a procura interna e criar empregos.

Ver também:
- Resolução entregue ao administrador da Procalçado
- Acção na química responde ao bloqueio (28.1.2016)

Fotos da acção frente à Procalçado