20200318Navigator arquivoAs organizações representativas dos trabalhadores das empresas do Grupo The Navigator Company responderam à comunicação tendenciosa da administração e reiteram a vontade de alcançar um acordo final global sobre o novo Plano de Carreiras Profissionais, para que este possa ser, para todos os trabalhadores, um verdadeiro instrumento de reconhecimento e valorização.
21.2.2021


Num primeiro comunicado, dia 14, as ORT responderam à forma tendenciosa como a administração veio relatar factos ocorridos durante as reuniões de negociação do Plano de Carreiras Profissionais.

Esta resposta prosseguiu no segundo comunicado, dia 17, sublinhando as ORT que, à medida que as matérias iam sendo discutidas, foram sendo alcançados princípios de acordo. Mas estes estariam sempre condicionados a uma avaliação final global e, mais importante, dependiam da validação em Plenário pelos trabalhadores.

Ou seja, as ORT não deram o seu aval nem estabeleceram acordo nenhum em nenhuma matéria. Os representantes patronais decidiram romper as negociações, porque não querem discutir a alteração das matérias que fizeram do actual Plano de Carreiras (Ordem de Serviço n.º 08/2010) um instrumento de desvalorização profissional e estagnação salarial dos trabalhadores.

 

Não querem emendar

Só depois de uma greve, em Novembro de 2019, a administração aceitou criar uma comissão paritária para negociar um novo Plano de Carreiras. Agora, quer mais uma vez fugir à negociação, procurando aplicar (e incluir no Acordo de Empresa) um Plano de Carreiras incompleto e coxo.

Pretende vincular as ORT a esta manobra, dizendo que negociou e acordou algumas matérias e que, naquelas em que não houve acordo, continua a valer a OS n.º 8/2010.

Na realidade, as matérias em que se manterão válidos os pressupostos da OS 08/2010 são determinantes para a evolução dos trabalhadores na carreira. Sendo assim, matérias essenciais para corrigir as injustiças a que os trabalhadores estão sujeitos há mais de uma década acabam por ficar na mesma.

 

Querem ainda mais

Nos comunicados, as ORT desmontam a estratégia patronal, acusando a administração de querer iludir os trabalhadores e, ao mesmo tempo, descredibilizar as suas organizações de classe.

No grupo Navigator, a geração dos trabalhadores vindos da Soporcel e da Portucel está a dar lugar, a passos largos, à geração das Papers e Pulps.

Para os senhores da administração, os trabalhadores da Soporcel e Portucel são uns privilegiados e não têm motivos para reivindicar. Já os trabalhadores das Papers e Pulps terão de se conformar com a ideia de que jamais alcançarão os salários e regalias daqueles seus colegas.

No fundo, e apesar da robustez dos resultados obtidos ao longo dos anos, a administração pretende aumentar ainda mais a rentabilidade e os lucros.

Como já estão hoje garantidos custos de trabalho (salários) muito mais baixos, o objectivo patronal é garantir uma estabilização desses custos para o futuro.

Por isso, os patrões da Navigator querem manter os critérios que provocaram a estagnação da carreira dos trabalhadores da Soporcel e Portucel e que, além disso, têm sido um travão na evolução dos novos trabalhadores.

As ORT apelam à administração para retomar o diálogo, deixando claro, que para um acordo final global, é imprescindível a discussão e negociação dos critérios de evolução, da tabela salarial e da medida anti-estagnação.

 

União pela valorização

É fundamental a resistência e oposição dos trabalhadores a estes objectivos patronais, que ameaçam negativamente as suas vidas e também as dos futuros trabalhadores.
As ORT apelam à união de todos, lembrando que quem tem o saber de pôr a Navigator nos mais altos patamares do mundo, também quer ser justamente recompensado por isso.

Na mesa negocial, em nome de todos os trabalhadores de todo o grupo, as ORT também terão a elevação de o demonstrar, afirma-se no documento subscrito por Fiequimetal, SITE CSRA, SITE Centro-Norte, SITE Sul, Comissão Sindical da Soporcel, CT da Navigator Paper Setúbal, Comissão Sindical da Navigator Paper Figueira, CT da Navigator Brands, Comissão Sindical da Navigator Pulp Figueira e CT da Navigator Company.

 

Ver também
- Comunicado de 17.2.2021
- Comunicado de 14.2.2021
- Trabalhadores da Navigator darão resposta adequada (20.1.2021)
- Grande greve na Navigator deu força para continuar (17.11.2019)
- Decidida greve de quatro dias em todo o grupo Navigator (6.11.2019)